Acabou as férias e os alunos já estão chegando, mas… como está o Planejamento da sua Instituição de Ensino? Conseguiu fazer tudo na semana de Planejamento? Vale lembrar que é preciso aproveitar esse intervalo de tempo para fazer o calendário de ações que irão envolver o público interno e externo e ser detalhista nesse processo, reduzindo o número de erros.

Para te ajudar nessa questão, desenvolvemos 5 dicas fundamentais para a criação de um Planejamento e dividimos em duas áreas: Gestão Escolar (Diretores e Coordenadores Pedagógicos) e Marketing Educacional.

.Gestão Escolar.

1. Números de Transferidos
É super importante ter esses dados em mãos para avaliar o que sua Instituição de Ensino está fazendo de certo e o que pode aprender com os erros. É errôneo ter pensamentos como “sempre existiu essa evasão” ou “é comum os alunos saírem nessa faixa etária”. Lembre-se de que continuar fazendo o que sempre faz, não irá trazer resultados diferentes.

2. Remanejamento de Turmas
Agora é hora de ajustar a demanda de alunos novos com os da casa e criar as turmas de modo que não sobressaia o número limite em cada sala de aula. Aumentar o número de alunos é importante mas mais ainda é não ser negligente e superlotar os espaços. O objetivo da Escola é promover o aprendizado, então atente-se a isso.

3. Ajuste no quadro de horário dos professores
Dobradinhas são cansativas para o docente e educando, por isso é sempre bom evitar. E um quadro de horários bem pensado garante um bom relacionamento até o final do ano.

4. Fechamento dos indicadores do ano anterior
Não adianta ter indicadores e nem olhar para eles. É preciso planejamento para alcançar os objetivos por isso analise o que foi feito e tire os aprendizados para pode seguir para o próximo passo que é a nossa última dica.

5. Definição de metas para 2018
Tenha foco durante todo o ano e sempre volte no planejamento inicial para analisar se todos os objetivos que traçou para chegar à meta ainda são válidos ou se vale a pena ajustar algo. Seja transparente com sua equipe e exponha o que almeja conquistar porque será por meio dela que isso se tornará possível. Ou seja, vale uma conversa com todos que compõe a Escola, pedagógico e administrativo.


.Marketing Educacional.

1. Crie uma planilha
Coloque todas as ideias em planilhas onde todas as pessoas que compõem essa área tenham acesso, além da Coordenação e Diretoria.

2. Acompanhe o calendário escolar
Outra dica importante e que complementa a primeira é começar a planilha pelas datas do calendário escolar e desmembrar ações correlacionadas que respondam sempre “o que / por que / como / quando”.

3. Defina metas
De nada adianta ter boas ideias se elas não te levam a lugar algum, por isso é importante definir sua meta e ela precisa ser algo que possa ser atingido, não crie metas extraordinárias que você e sua equipe podem ficar desmotivados ou em uma “saia justa” com a Diretoria porque disse que iam aumentar em 50% os alunos novos. O mais importante aqui é entender a sua capacidade como Escola e ter uma meta “real”.

4. Não esqueça o calendário nacional
Agora é a hora de trabalhar em cima do calendário nacional, ou seja, as datas comemorativas. É importante pensar em cada uma com cuidado porque delas podem sair insights para uma excelente estratégia de captação e fidelização de alunos.

5. Separe budget para fornecedores que irão te ajudar
Normalmente alguns Departamentos de Marketing de Escolas não possuem muitos integrantes, faltando “mãos” para iniciar alguns projetos. Por isso, no momento do planejamento é importante separar verba para a contratação de terceiros que irão colocar em prática sua ideias e te auxiliar com novas. Nessa lista podem estar: agências especializadas em educação, assessoria de imprensa, gráficas, etc. Não se esqueça: ideia sem ação não é nada.

Andréa Tavares

Site fonte da imagem: Designed by Freepik