Você certamente já ouviu falar sobre uma estratégia que vem sendo muito adotada em empresas de diversos segmentos, dentre elas, a educacional. Trata-se do Marketing de Conteúdo ou Inbound Marketing.  Esse conceito revela uma forma sutil de realizar a venda do seu produto/serviço, porque utiliza-se do engajamento e relacionamento com o cliente em questão.

E então vem a grande pergunta: como fazer isso? Bom, entregando conteúdo relevante para seu cliente. Mas antes vai algumas dicas para que essa estratégia não vá por água abaixo:

  1. Crie uma persona > não, não é a famosa ‘segmentação’ que você conhece e utiliza para fazer outras estratégias de marketing. Persona é , como o próprio nome diz, criar uma ‘pessoa’. Sim, é isso mesmo que você está pensando: dar ‘nome’, ‘idade’, ‘perfil’, ‘saber as dores, interesses e necessidades” e outras características mais, porque quando sabemos com quem estamos falando, a comunicação é muito mais assertiva.
  2. Escolha o formato do conteúdo > com base na persona criada, você precisa definir qual tipo de formato seu conteúdo precisa ter para chamar a atenção. Existem diversos formatos: vídeos, lives, webinars, planilhas, ebooks, artigos..etc etc e etc..
  3. Defina o conteúdo > teoricamente, essa parte pode (e deve) vir em paralelo com o item anterior. Coloque-se no lugar da persona criada e entenda qual tipo de informação ela vai se interessar, ou melhor: qual dor/dúvida/necessidade eu posso sanar por meio do conteúdo que eu vou criar? Depois desse brainstorm, é só começar a elaboração.
  4. Direcione o conteúdo > depois de tudo pensado, feito e criado, de nada vai adiantar ter tido todo esse trabalho se não divulgar o seu conteúdo, correto?! Então o próximo passo é definir onde divulgá-lo: pode ser nas redes sociais, encaminhar e-mail marketing, publicar no site com solicitação de e-mail para baixar o conteúdo, criar um evento, etc.
  5. Acompanhe sua persona > o job ainda não acabou não. Depois que você fez sua lição de casa direitinho, acompanhe a sua persona para que consiga entender seu comportamento ao conteúdo no qual ela foi impactada. Isso servirá de insight, ou seja, definir os próximos passos. Importante: Todas as 5 dicas tem relação à fase do funil de conversão que sua persona está, contudo, para não ficar um artigo quilométrico, falaremos disso num outro momento. =)

E agora, para te ajudar ainda mais, vamos aprender com exemplos:

InstituiçãoColégioFaculdade
Dor/Necessidade5 benefícios de matricular o filho em período integralAprenda a organizar suas finanças para investir no seu futuro
Tipo de conteúdo e divulgaçãoE-mail marketing para conhecimento do artigo (link para site)Post no facebook com download de planilha

Bom, se você chegou até aqui, é porque de fato está pensando em implementar marketing de conteúdo na sua empresa (ou já o fez mas ainda tem muitas dúvidas de sua viabilidade ou você ama ler nosso artigos [#UmExcelenteMotivoTambém]).

O Marketing de Conteúdo é, sem dúvidas, a “grande bola da vez”, mas antes de começar a implementar, veja se de fato ele faz sentido ao seu negócio. Não adianta fazer só porque seu concorrente faz e “meter os pés pelas mãos”.

De uma forma ou de outra, se relacionar é a alma do negócio e o marketing de conteúdo vem justamente para nos lembrar que, por mais digital que o Mundo esteja, ainda é preciso tratar as pessoas como pessoas, e não apenas conhecer seus e-mails.

Andréa Tavares

Site fonte da imagem: Designed by Freepik